Dica de Livros
O Descortinar do drama da redenção
W G. Scroggie
 

 

Com Cristo na Escola de Oração
Andrew Murray
 

 

O Ministério 
do Espírito 
A. J. Gordon
 

 

A Tarefa de Pastorear

Existem três categorias diferentes no tocante a essa tarefa de pastorear: a geral, a administrativa e a apostólica.

 

1. A Categoria Geral

 

Em primeiro lugar o Senhor deseja expressar Seu coração de Pastor, num grau ou noutro, através de todos os Seus filhos. Nós fomos feitos reis e sacerdotes (Ap 1.5), mas também fomos chamados para ser parte da Sua obra de pastorear o Seu povo. De modo que, de uma forma geral, todos os que conhecem o Senhor, sem exceção, se estiverem abertos ao coração do Senhor nessa questão de pastorear, rapidamente se encontrarão envolvidos na obra de pastorear que o Senhor está fazendo. Portanto, nenhum de nós precisa se desqualificar. É apenas uma questão do Senhor tomar Seu próprio coração, Seu cuidado e Seu encargo pelos outros e expressa-lo através de você.

 

 

É interessante quando lemos o Novo Testamento e encontramos a frase "uns aos outros" mais ou menos trinta vezes, principalmente nos escritos de Paulo. Quais são alguns desses "uns aos outros?" Devemos amar uns aos outros (Jo 13.34). Assim, o primeiro passo para começar a cuidar (dos outros), a estar envolvidos na obra de pastorear do Senhor, é aprendermos como amar uns aos outros. Em 1João temos alguns pontos práticos: Se nossos irmãos e irmãs estiverem necessitados, devemos socorrê-los de forma prática (3.16). Nessa obra de pastorear precisamos aprender a dar sacrificialmente nossas vidas, nossos recursos e nosso tempo pelos irmãos.

 

 

Exemplos: uma irmã que tem quatro ou cinco filhos; quanto trabalho ela tem? Alguém pode tirar um tempo para cuidar deles e conceder uma tarde de folga àquela irmã. Um irmão trabalha muito, cuidar da família e ainda tem que cuidar da igreja; não sobra tempo. Por que não dar alguma ajuda de tempo a ele? Existe uma armadilha na qual caímos facilmente: tornarmos-nos freqüentadores de reuniões. Reunir é importante, mas a reunião com os santos não cobre tudo. Pastorear é algo que deve acontecer cada dia e cada hora da semana inteira.

 

 

2. A Categoria Administrativa

(1Pd 5.1-3; At 20.28-31)

 

 

Nestas duas passagens vemos duas coisas que aqueles anciãos foram instruídos a fazer: pastorear o rebanho de Deus e supervisionar. Existe um aspecto dessa questão de pastorear que só pode ser feita pelos anciãos. Por isso a chamei de pastoreio administrativo. A atenção deles deve ser para a assembléia inteira e não apenas para ovelhas individuais. Freqüentemente tenho descoberto, por observação, que a dimensão do pastorear a ser feito pelos anciãos nunca é realizado porque eles estão por demais envolvidos em fazer outros tipos de coisas que roubam seu tempo e energia, impedindo que se dediquem ao pastoreio geral que precisa ser feito.

 

 

3. A Categoria Apostólica – Ef 4.8-12

 

 

Paulo ensina que após a ascensão do Senhor Jesus "Ele levou cativo o cativeiro e deu dons aos homens" (Ef 4.8). "Ele concedeu uns para apóstolos, outros para profetas, outros para evangelistas e outros para pastores e mestres, tendo em vista o aperfeiçoamento dos santos para a tarefa do serviço, para edificação do corpo de Cristo" (Ef 4.11.12).

   

É interessante que nesta lista de dons o Senhor Jesus exaltado deu à Sua igreja o pastor-mestre. Na verdade o que estamos falando sobre o pastor-mestre é que o mesmo homem realiza as duas diferentes funções. Ele é pastor-mestre ou mestre-pastor. O termo pastor só é usado aqui no

 

Novo Testamento; nos outros lugares encontramos "pastorear”. Todas as quatro funções mencionadas em Efésios 4.11 visam "equipar os santos para a obra do serviço". Ele está dizendo que esse "equipar" os santos, esse levar à maturidade, resulta em cada membro se envolvendo no serviço. Só existe um ministério: o ministério de Cristo, de modo que, o resultado da função desses homens é que o serviço é produzido em todos os membros.

   

Fiquei muito impressionado por algo que o irmão C. H. Mackintosh escreveu: “O pastor-mestre em Efésios 4.11 não é o ancião, como eu havia pensado durante muitos anos, mas o pastor-mestre é apostólico”:

 

* O mestre está voltado para a revelação da verdade

* O pastor em aplicar a verdade;  

* O mestre em iluminar o entendimento

* O pastor com o estado do coração;  

* O mestre supre nutrição espiritual

* O pastor com a maneira correta de usar essa nutrição;  

* O mestre se concentra na palavra* O pastor se volta para a alma;

* A obra do mestre é pública

* A obra do pastor é principalmente particular.  

 

 

"O verdadeiro pastor é um homem que não apenas possui um dom espiritual real, mas é também impulsionado pelas próprias afeições do coração de Cristo para com todos os cordeiros e ovelhas do rebanho comprado com Seu sangue. Ele pode entrar com profunda simpatia de um coração afetuoso nos milhares de circunstâncias e dores do caminho. Ele pode se ajoelhar com o cansado, com o tentado, com o esmagado e entristecido, diante do propiciatório e pode derramar seu coração e extrair doces consolações do Deus de toda a graça e Pai de todas as misericórdias" (Mackintosh). 

 

 

Ernie Hile: Extraído do livro:

Pastoreando o Rebanho.

Tradução de: Delcio Meireles